Segundo a polícia, grupo prejudicava concorrência de licitações com empresas fictícias. Investigação aponta que contratos ultrapassam R$ 60 milhões.

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (30) uma operação contra uma organização suspeita de fraudar licitações. Policiais cumprem 22 mandados de busca e apreensão em Curitiba, Piraquara, Guaratuba, Balneário Camboriú e São Paulo.

Até as 7h45, a PF não tinha informado quantos mandados tinham sido cumpridos. As ordens judiciais foram expedidas pela 9ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba.

Segundo a PF, a suspeita é que empresas de um mesmo grupo manipularam preços e prejudicaram a concorrência de licitações.

De acordo com a polícia, a investigação identificou que algumas pessoas jurídicas funcionavam no mesmo endereço e pertenciam aos mesmos proprietários.

A polícia informou que a investigação teve início em 2015, e as empresas participavam, principalmente, de licitações de equipamentos eletrônicos.

De acordo com dados da Controladoria-Geral da União (CGU), as empresas investigadas firmaram contratos com o poder público que ultrapassaram R$ 60 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here