Paraná cria 8,8 mil empregos com carteira assinada em julho


Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgados nesta sexta (21), mostram que a indústria responde por 74,2% do total de postos de trabalho gerados. A indústria teve o melhor resultado entre os setores da economia, respondendo por 74,2% do saldo positivo em julho
Agência Estadual de Notícias/Reprodução
O Paraná criou 8.833 postos de trabalho com carteira assinada em julho, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, divulgados nesta sexta-feira (21).
Após quatro meses de demissões, Brasil cria 131 mil vagas
O saldo positivo foi resultado da diferença entre 79.556 admissões e 70.723 desligamentos no mês passado. Em maio, o estado havia gerado 2.447 empregos formais, segundo o Caged.
Os municípios com melhor desempenho em julho foram Arapongas, no norte, com 686 empregos gerados, Umuarama, no noroeste, com 637, e Ponta Grossa, nos Campos Gerais, com 623. Veja no fim da reportagem o saldo das 10 maiores cidades do Paraná.
Setores da economia
A indústria teve o melhor resultado entre os setores da economia, respondendo por 74,2% do saldo positivo em julho. Foram criados 6.560 postos de trabalho pelo setor.
Os setores da construção civil, comércio e agropecuária também contrataram mais do que demitiram no mês passado, ainda conforme o Caged.
Entre os principais setores da economia, apenas o comércio registrou saldo negativo de empregos, com o fechamento de 1.370 postos de trabalho. O pior resultado do setor foi dos serviços de alojamento e alimentação.
“Indústria de transformação, comércio e construção começam a se recuperar, atividades importantes que alavancam outros setores da economia”, afirmou a chefe do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Suelen Glisnki.
Saldo negativo no ano
O Paraná acumula saldo negativo de emprego no período de janeiro a julho deste ano, que registrou o fechamento de 39.379 vagas. Foram quatro meses de saldos positivos e três de negativos.
Fevereiro teve o maior saldo do ano, com abertura de 28.720 postos de trabalho. Em contrapartida, o mês de abril, já com a pandemia do novo coronavírus, o estado teve o pior resultado, com o fechamento de 59.022 vagas.
“Adotamos várias medidas para não parar o sistema econômico, ao mesmo tempo em que tomamos o cuidado com as recomendações de órgãos da saúde”, disse o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD).
Veja o saldo de empregos em julho nas 10 maiores cidades do Paraná:
Curitiba: +153
Londrina: -35
Maringá: +173
Ponta Grossa: +623
Cascavel: +100
São José dos Pinhais: -496
Foz do Iguaçu: -837
Colombo: +226
Guarapuava: +181
Paranaguá: +124
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

By Fred Souza

Veja Também