Motorista suspeito de matar motociclista brigou com a vítima por causa de uma garrafa de óleo antes da batida, diz polícia


Polícia investiga se a batida foi intencional, motivada pela discussão em um posto de combustíveis, no Bairro Alto, em Curitiba; suspeito foi preso e nega ter provocado o acidente. Polícia investiga se foi intencional o acidente que matou um motociclista em Curitiba
O motorista suspeito de matar um motociclista em uma batida, em Curitiba, brigou com a vítima por causa de uma garrafa de óleo lubrificante, minutos antes do acidente, segundo informado pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (10).
A batida foi registrada no sábado (8), no Bairro Alto, e envolveu três carros e a motocicleta da vítima. A polícia investiga se a batida foi intencional e causada pelo motorista envolvido na discussão.
O motociclista, de 47 anos, chegou a ser encaminhado ao Hospital Cajuru, em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
De acordo com a polícia, o motorista do carro, de 48 anos, foi preso ainda no sábado suspeito por embriaguez ao volante e por dirigir o veículo sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Caso haja confirmação de que o homem causou o acidente para matar a vítima, ele deve responder por homicídio, segundo o delegado Edgar Santana.
O suspeito era considerado foragido da Colônia Penal Agrícola há mais de um ano, segundo a polícia.
No final da tarde desta segunda-feira, de acordo com a polícia, o motorista prestou depoimento e confirmou a briga com o motociclista. No entanto, segundo o delegado, o homem disse que o acidente aconteceu porque a moto parou bruscamente, e ele não conseguiu frear.
O suspeito não possui advogado de defesa.
Motociclista morreu após batida entre a moto que ele pilotava e três carros, no Bairro Alto, em Curitiba
João Salgado/RPC
Discussão
A polícia informou que, minutos antes da batida, o piloto da moto e o motorista que foi preso discutiram em um posto de combustíveis, que fica a poucos metros do local do acidente.
O motorista do carro chegou a ameaçar o motociclista de morte, segundo o delegado.
“O condutor do veículo Siena chegou ao local, pediu para trocar o óleo. A vítima que estava no local teria pegado o óleo errado. O condutor do carro teria ficado indignado, diante da possibilidade de fundir o motor do veículo. A partir daí, foi iniciada uma discussão, com agressões físicas”, disse.
A vítima trabalhava como segurança de uma farmácia, próximo ao posto de combustíveis, e estava indo para casa quando houve a discussão, segundo as investigações.
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

By Fred Souza

Veja Também