Agricultora se deslocou de São Vicente do Seridó, no sertão da Paraíba, para Curitiba, em busca de um tratamento para o filho.

Projeto ajuda a alfabetizar pessoas que têm filhos internados no hospital de Curitiba

Projeto ajuda a alfabetizar pessoas que têm filhos internados no hospital de Curitiba

Aos 35 anos, a agricultora Josinete da Silva Moraes, realizou, no Hospital de Clínicas de Curitiba, um dos sonhos dela – o de ler e escrever. A oportunidade surgiu em meio a uma necessidade, tudo em nome do filho Italo Gregório da Silva, de oito anos.

A agricultora se deslocou de São Vicente do Seridó, no sertão da Paraíba, para Curitiba, em busca de um tratamento para o filho.

Ítalo fez um transplante de medula óssea e atualmente está em um quarto de isolamento do hospital com Anemia falciforme. A doença é grave e causa uma alteração dos glóbulos vermelhos do sangue.

A oportunidade de alfabetização da mãe apareceu quando ela chegou com o filho a Curitiba para o tratamento antes do transplante, em março deste ano. Depois de deixar o hospital, a mãe vai ter que administrar todos os medicamentos do filho. Por isso, ela não pensou duas vezes em aproveitar a oportunidade.

A médica que atendia o Italo notou que Josinete não entendia as coisas escritas. Então, apresentou a ela o Programa de Escolarização Hospitalar.

Como depois de deixar o hospital, a mãe vai ter que administrar todos os medicamentos do filho, ela conta que não pensou duas vezes em aproveitar a oportunidade.

O Italo também foi matriculado no programa assim que foi internado no hospital.

“Quando eu chegar lá, que eu voltar pra minha casa, eu quero continuar a estudar. O meu sonho é poder dar o melhor para o meu filho”, disse a mãe.

Josinete está estudando para poder medicar o filho corretamente — Foto: Reprodução/RPC

Josinete está estudando para poder medicar o filho corretamente — Foto: Reprodução/RPC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here