Em comparação com o consumo de setembro, economia caiu de 16,3% para 14%; Companhia alerta para riscos de um rodízio mais severo, diante da redução dos níveis dos reservatórios. Consumo de água aumenta em Curitiba e região
A economia de água em Curitiba e nas cidades da Região Metropolitana caiu nas três primeiras semanas de outubro, em comparação com a média economizada no mês de setembro, segundo a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar).
No mês passado, o consumo registrou queda de 16,3%, em relação ao mês de abril, período em que foi iniciado o rodízio de abastecimento mais brando na região.
A mesma taxa de economia média caiu para 14%, conforme informado pela Sanepar, nesta quarta-feira (21). Em agosto, a economia também foi de 14%, segundo a mesma comparação.
A companhia ressaltou que mesmo tratando de redução no consumo, os resultados ainda são abaixo da meta de economia, que é de 20%.
A meta foi informada pela Sanepar em agosto, quando anunciou o modelo de rodízio mais rígido na região, com 36 horas com água e 36 horas sem abastecimento.
Veja como fica o rodízio de água até 6 de novembro
A Sanepar informou que se os níveis dos reservatórios que abastecem a capital e cidades previstas no racionamento ficarem abaixo de 25% da capacidade total, a região deve enfrentar um rodízio ainda mais rígido.
Nesta quarta-feira, segundo a companhia, a média dos níveis dos reservatórios da região estava em 28,6%. Veja, abaixo, as taxas de cada um:
Média dos níveis dos reservatórios que abastecem Curitiba e Região Metropolitana é de 28,6%, segundo a Sanepar
Reprodução/RPC
Denúncias
Um serviço da Sanepar recebe denúncias da população sobre casos de desperdício de água. Desde quando foi lançado, em 18 de agosto, até o final de setembro, foram mais de 5,2 mil denúncias registradas.
QUIZ: Teste e descubra o quanto você gasta de água nas tarefas do dia a dia
Especialistas dão dicas para economizar água nas atividades diárias
O Alerta Água funciona por meio de um número de WhatsApp para o qual os consumidores podem enviar vídeos e fotos de situações de consumo irresponsável de água, com endereço do local. O número é (41) 99521-3022.
Dicas de economia
A orientação é para que os moradores façam uso racional da água, priorizando hábitos de higiene, principalmente para a prevenção ao novo coronavírus, e alimentação.
Nesse período, a Sanepar orienta que atividades como lavar carros e calçadas devem ser evitadas. Outras dicas são:
Reduza a lavagem diária de roupa. Acumule e use a capacidade máxima da máquina de lavar.
A água do último enxágue do tanque ou da máquina pode servir para regar jardim e grama, ensaboar tapetes, tênis e outras peças.
A água do tanque ou da máquina em que foi lavada a roupa serve para lavar calçadas e pisos. Lembre-se: lavar as calçadas com a mangueira é desperdiçar água tratada. Para “varrer” a sujeira, use a vassoura.
Feche a cuba da pia, deixando um pouco de água. Ensaboe toda a louça e enxágue com água limpa. Não deixe a torneira aberta durante todo o tempo.
Cinco minutos de chuveiro consomem 70 litros de água. Reduzir o tempo do banho faz muita diferença na conta.
Reduza o tempo da torneira aberta enquanto escova os dentes, ensaboa as mãos ou faz a barba. Prefira vasos sanitários menores, que utilizam menos água para a descarga.
Curitiba e Região Metropolitana registraram queda na economia de água nas primeiras semanas de outubro, de acordo com a Sanepar
Giuliano Gomes/PR Press
VÍDEOS: Crise hídrica no Paraná
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.